Apresentação da MTS

Dia 05 de Maio de 2016 às 12:09

O Concurso Público Internacional para adjudicação, em regime de Concessão, do Projecto, da Construção, do Fornecimento de Equipamentos e de Material Circulante, do Financiamento, da Exploração, da Manutenção e da Conservação da Totalidade da Rede do Metropolitano Ligeiro da Margem Sul do Tejo foi lançado em 23 de Setembro de 1999, tendo-se realizado nos termos do Decreto – Lei nº 337/99 de 24 de Agosto.

Em Março de 2002 a Concessão foi adjudicada ao Concorrente MTS sendo a Sociedade Concessionária MTS – Metro, Transportes do Sul, SA constituída em Abril de 2002.

O Contrato de Concessão foi assinado em 30 de Julho de 2002, tendo o prazo da Concessão, (30 anos), tido inicio em 12 Dezembro de 2002 com a emissão da Declaração de Impacte Ambiental do 2º Estudo de Impacte Ambiental a que o Projecto foi submetido.

Fases

A Rede de Metropolitano Ligeiro da Margem Sul do Tejo, desenvolver-se-à ao longo de três Concelhos, (Almada, Seixal e Barreiro), e em três fases:

1ª fase:
Concelhos de Almada e Seixal ligando Universidade da Caparica, Cacilhas e Corroios;
2ª fase:
Concelho do Seixal entre Corroios e Fogueteiro;
3ª fase:
Concelhos do Seixal e Barreiro com ligações entre Fogueteiro, Terminal Fluvial do Seixal, Terminal Fluvial do Barreiro e Apeadeiro do Lavradio, hoje explorado apenas pela CP.

A área de implantação da 1ª fase do Metro Sul do Tejo abrange parte dos Concelhos de Almada (Freguesias de Almada, Cacilhas, Caparica, Cova da Piedade, Feijó, Laranjeiro e Pragal) e do Seixal (Freguesia de Amora e Corroios). O projecto integra a execução dos trabalhos de requalificação do espaço canal ao longo do traçado e a zona adjacente ao mesmo, (designado por Plano de Requalificação do Espaço Canal – PREC). O PREC constitui um plano de requalificação urbana e foi elaborado pelas Câmaras Municipais de Almada e Seixal, definindo um modelo de arranjo de espaços exteriores que contempla espaços pedonais, tipo de pavimentos, tipo de estações, sistemas de iluminação, tipo de mobiliário urbano, definição de espécies vegetais a implantar, etc…

O traçado da 1ª fase permitirá ligações privilegiadas com os restantes modos de transporte em Corroios, Pragal e Cacilhas.

Características

O Metro Sul do Tejo é um metropolitano de superfície, eléctrico, moderno, confortável e de grande qualidade, que circulará nas principais artérias da cidade de Almada, pela EN10 até Corroios e nas vias urbanas do Monte da Caparica, nomeadamente aproveitando o traçado da via alternativa ao Monte da Caparica.

O sistema de bilhética oferecido é exclusivamente de tecnologia sem contacto e integrado com o sistema dos restantes operadores da Área Metropolitana de Lisboa.

Valores

A MTS desenvolve a sua actividade com base em valores através dos quais procura posicionar-se no mercado que opera e relacionar-se com todos os interessados na sua actividade – Concedente, accionistas, clientes, colaboradores, entidades locais e licenciadoras, população em geral, designadamente:

  • Profissionalismo;
  • Ética;
  • Responsabilidade;
  • Confiança;
  • Novo site MTS

    Dia 10 de Julho de 2017 às 10:34

    A MTS já tem online o seu novo site, com uma nova imagem e uma navegação mais simples. Com um…

  • Entrada em vigor dos Horários de Verão:

    Dia 10 de Julho de 2017 às 10:33

    A partir do de 15 de Julho a 7 de Setembro entram em vigor os horários de Verão. Para mais…

  • O Zapping está diferente!

    Dia 10 de Julho de 2017 às 09:33

    A partir de 26 de outubro com novos operadores aderentes e novas condições de utilização. Fertagus e Metro, Transportes do…